SINTAF     -     Sindicato dos Trabalhadores da Actividade Financeira - sintaf@sintaf.pt     -    Telef. 218 124 992

O SINTAF defende que os aumentos anunciados pela banca e alguns sindicatos, não vão ao encontro dos anseios dos trabalhadores, e as dificuldades por estes sentidas.

No sentido inverso, em 2022 os gestores bancários aumentaram-se, a si próprios, em 20%.

 

Os movimentos especulativos que surgiram no pós-pandemia, e com o início da guerra, vieram trazer um geral aumento de preços de bens e serviços, com a consequente perda de poder de compra, a brutal inflação provocada por esta especulação trouxe a perda de rendimentos aos trabalhadores.

A banca em Portugal cobra o maior valor da Europa em taxas e comissões – 7 milhões por dia – só este valor paga as operações da banca, mas a isto temos de juntar o facto de em Portugal se cobrar, nos empréstimos, as mais altas taxas de juro da Europa, e o facto de se pagar uma das mais baixas taxas de remuneração dos depósitos, faz com que a banca em Portugal tenha rendimentos 9,8% acima da Europa. E lucros fabulosos, divulgados pelos vários órgãos de comunicação social que são do conhecimento geral da opinião pública.


Com todos estes ganhos, mesmo assim, a banca e alguns sindicatos chegaram à conclusão que não há margem para aumentos dignos, que visem recuperar o poder de compra dos trabalhadores bancários.

 

  • Em 2021 a inflação foi de 1,3% aumentos de 0,5% para os trabalhadores, 1,7% para as administrações

  • Em 2022 a inflação foi de 8,1% aumentos de 1,1% para os trabalhadores, 20% para as administrações

  • Em 2023 inflação prevista de 5,3% aumentos de 4,5% para os trabalhadores, ainda não sabemos das administrações.

 

Pergunta-te, a ti mesmo, se não está na hora de lutar e ajudares a alterar este estado de coisas, abandonando estes sindicatos que tudo fazem pelo negócio da saúde, e nada para os trabalhadores que pagam quotas.

 

  • Que futuro têm os trabalhadores bancários e suas famílias?

  • Empobrecer a trabalhar, debaixo de grandes pressões.

 

Junta-te ao SINTAF!

 

Vamos lutar todos juntos! 

 

Documento oficial em formato pdf

 

 

Lutar por melhores condições de vida e trabalho.

O trabalho e os trabalhadores têm de ser valorizados e não tratados como peças descartáveis.
A luta dos trabalhadores continua a ser, como sempre, elemento decisivo para resistir, defender, repor e conquistar direitos.
É o primeiro acto de participação sindical de um trabalhador.

Ter voz activa nos locais de trabalho e na sociedade

O SINTAF possibilita aos trabalhadores seus associados ter uma voz activa capaz de representar e defender o colectivo de trabalhadores.
O desequilíbrio existente na relação de forças entre a administração e os trabalhadores é reduzido se estes estiverem sindicalizados.

 

 

Combatemos a precariedade

Os trabalhadores com vínculos precários vivem entre o despedimento fácil e a não renovação do contrato de trabalho - são vítimas de ameaças constantes - sujeitos a diversos constrangimentos, chantagens e perseguições - estão mais expostos à exploração laboral e a salários mais baixos. Trabalham e vivem com medo de serem substituídos. A resolução dos problemas dos trabalhadores passa pela sua unidade, organização e pela contratação colectiva que o SINTAF propõe.

O trabalho e os trabalhadores devem ser valorizados e não tratados como peças descartáveis.
A luta dos trabalhadores continua a ser, como sempre, elemento decisivo para resistir, defender, repor e conquistar direitos.
A sindicalização é o primeiro acto responsável do trabalhador.