SINTAF     -     Sindicato dos Trabalhadores da Actividade Financeira - sintaf@sintaf.pt     -    Telef. 218 124 992

O CUSTO DE VIDA AUMENTA E OS TRABALHADORES NÃO AGUENTAM.
Há cada vez mais mês e menos salário.

No último inquérito às despesas das famílias, realizado por o INE, uma família com dois adultos e duas crianças gasta em média 2.603,00 euros por mês.

A Banca em Portugal tem tido anos históricos com recorde de lucros, à boleia desses lucros a massa salarial das administrações tem subido mais de 20% ao ano. Mas e os restantes trabalhadores responsáveis por esses lucros recorde?????????

Notícia no SAPO de 08-05-2023, Remunerações dos Gestores da Banca Aumentam 20%

Notícia no SAPO de 08-03-2024, Fim da reestruturação liberta prémios de 2,7 milhões para administração do Novobanco

Na CGD os custos com os Órgãos de Gestão passaram de 2.176M€ em 2016 para 6.969M€ em 2023.

Temos Administradores a ganharem mais de 40 vezes o salário médio do banco, SERÁ NECESSÁRIA UMA DIFERENÇA TÃO GRANDE?

Para os Administradores e suas famílias tudo, para os obreiros dos lucros nada.

Os trabalhadores da banca perguntam: -para quando o aumento digno dos nossos salários sem serem as habituais esmolas?

O SinTAF exige 15% de aumento com um mínimo de 150€, bem como a valorização das carreiras profissionais.

Os trabalhadores bancários podem contar com o SinTAF nesta luta dantesca e desigual contra o grande capital.

 

Junta-te ao SinTAF  Defende os Teus Direitos

SinTAF – Sindicalismo Sério.

Semana de Esclarecimento Acção e Luta!


 

 

 

Lutar por melhores condições de vida e trabalho.

O trabalho e os trabalhadores têm de ser valorizados e não tratados como peças descartáveis.
A luta dos trabalhadores continua a ser, como sempre, elemento decisivo para resistir, defender, repor e conquistar direitos.
É o primeiro acto de participação sindical de um trabalhador.

Ter voz activa nos locais de trabalho e na sociedade

O SINTAF possibilita aos trabalhadores seus associados ter uma voz activa capaz de representar e defender o colectivo de trabalhadores.
O desequilíbrio existente na relação de forças entre a administração e os trabalhadores é reduzido se estes estiverem sindicalizados.

 

 

Combatemos a precariedade

Os trabalhadores com vínculos precários vivem entre o despedimento fácil e a não renovação do contrato de trabalho - são vítimas de ameaças constantes - sujeitos a diversos constrangimentos, chantagens e perseguições - estão mais expostos à exploração laboral e a salários mais baixos. Trabalham e vivem com medo de serem substituídos. A resolução dos problemas dos trabalhadores passa pela sua unidade, organização e pela contratação colectiva que o SINTAF propõe.

O trabalho e os trabalhadores devem ser valorizados e não tratados como peças descartáveis.
A luta dos trabalhadores continua a ser, como sempre, elemento decisivo para resistir, defender, repor e conquistar direitos.
A sindicalização é o primeiro acto responsável do trabalhador.